Como fazer placas de circuito impresso com furos metalizados e qualidade industrial, em casa – Parte 6 – Eletrodeposição com Pulso e Pulso Reverso

Vimos anteriormente que para que a superfície do objeto que está sendo chapeado com cobre fique o mais suave possível, são usados aditivos na solução a base de sulfato de cobre que controlam a deposição e são chamados de “brighteners”. Podemos fazer isto eletronicamente se pudermos manipular a forma de onda e aplicar na deposição. Vale a pena ler este documento http://www.engenhariacaseira.com.br/files/YuMH/EA-v53-8-p3313.pdf para entender como a forma de onda altera a reação química que ocorre durante a deposição.
 
Vou postar aqui um circuito que desenvolvi que permite manipular a forma de onda e a corrente a ser aplicada aos eletrodos durante a deposição. Podemos ajustar o tempo do pulso em nivel alto, em nivel baixo (repouso), em nivel alto com polaridade invertida (pulso reverso) e mais um repouso antes de reiniciar o ciclo com resolução de 10us. 
Isto vai funcionar como um PWM, pois teremos uma frequencia fixa que será definida dependendo dos valores que forem programados em cada parametro. Mas não é só isso que ele faz… por tras dos pulsos que ele gera, ainda existe um PWM rodando a 100KHz que controla a intensidade de cada pulso.
Fiz alguns desenhos para entendermos o que o circuito permite fazer:
 
Este é o desenho de um pulso gerado pelo aparelho com o PWM a 100%:
PED
Este é o desenho de um pulso gerado pelo aparelho com o PWM a 40% tanto no pulso quanto no pulso reverso:
PWM
Note que a resolução é propositalmente de 10uS pois com o PWM rodando a 100Khz, se tivéssemos uma resolução maior, de nada adiantaria devido a frequencia e resolução do PWM usados no projeto.
eplater
NOTA: R1 e R2 servem apenas para ajudar a dissipar parte da potencia do regulador. Se você usar até 24V coloque um jumper no lugar. Se usar mais que 24V use resistores de 10R x 5W. Prenda o Regulador na placa usando parafuso e pasta térmica para que o calor se dissipe pela placa.
eplater_pcb
O esquema, BOM, layout, o firmware e o fonte se encontram aqui para download: EPLATER.zip
 
Você pode acessar o BOM na mouser através deste link: http://www.mouser.com/ProjectManager/ProjectDetail.aspx?AccessID=a487c0d16b
 
Para abrir o gerber, use este viewer: http://sourceforge.net/projects/gerbv/
 
========================================================================
Pessoal, um dos seguidores do Blog (Julio Medina da Espanha) terminou de montar o e-plater e teve algumas dúvidas quanto ao funcionamento, pois por esquecimento eu não postei como funciona a configuração do e-plater, então vamos lá:
 
Só para lembrar, o circuito tem proteção de sobrecarga e quando a corrente atinge 4.5A ele interrompe o ciclo e mostra a mensagem “WARNING I=X.XXXA” no display.
 

 

Vamos começar pelas chaves. Para facilitar vamos chamar de botão A (esquerda) e B (direita).
 
-Para entrar no setup, pressione o botão B e segure por 5 segundos.
-Para alterar o valor de um parâmetro, use o potenciômetro.
-Para confirmar o valor e prosseguir para o próximo parâmetro ou gravar caso esteja no ultimo parâmetro, pressione o botão B.
-Para sair do setup em qualquer momento sem gravar, pressione o botão A.
-Para iniciar o gerador de sinais pressione o botão B seguido do botão B novamente.
-Para interromper o loop do gerador de sinal, pressione qualquer botão durante o loop.
 
1-(A>K +Wid) controla o tempo em que o e-plater emitirá o pulso com o positivo em A e negativo em K. A unidade de tempo é em uS (micro-segundos) e varia de 10uS a 500uS em passos de 10uS.
 
2-(A>K Mult) é um multiplicador do tempo configurado no parâmetro 1, e serve para estender o período do pulso multiplicando o valor do parâmetro 1 por até 255 vezes. Isso faz com que o tempo em que A-K fica em positivo e negativo se estenda de 500uS para 127ms.
 
3-(A>K -Wid) controla o período em que A e K ficam ambos em 0V, ou seja, sem corrente. A unidade de tempo é em uS (micro-segundos) e varia de 10uS a 500uS em passos de 10uS.
 
4-(A>K Mult) é um multiplicador do tempo configurado no parâmetro 3, e serve para estender o período do pulso multiplicando o valor do parâmetro 1 por até 255 vezes. Isso faz com que o tempo em que A-K fica em repouso se estenda de 500uS para 127ms.
 
5-(K>A +Wid) controla o tempo em que o e-plater emitirá o pulso com o positivo em K e negativo em A (corrente inversa). A unidade de tempo é em uS (micro-segundos) e varia de 10uS a 500uS em passos de 10uS.
 
6-(K>A Mult) é um multiplicador do tempo configurado no parâmetro 5, e serve para estender o período do pulso multiplicando o valor do parâmetro 1 por até 255 vezes. Isso faz com que o tempo em que A-K fica em negativo e positivo se estenda de 500uS para 127ms.
 
7-(K>A -Wid) controla o período em que A e K ficam ambos em 0V, ou seja, sem corrente. A unidade de tempo é em uS (micro-segundos) e varia de 10uS a 500uS em passos de 10uS.
 
8-(K>A Mult) é um multiplicador do tempo configurado no parâmetro 7, e serve para estender o período do pulso multiplicando o valor do parâmetro 1 por até 255 vezes. Isso faz com que o tempo em que A-K fica em repouso se estenda de 500uS para 127ms.
 
9-(A>K +W%I) é o ajuste de corrente do pulso com positivo em A e negativo em K. Este é o valor do PWM com A+ e K- e varia de 0% a 100%.
 
10-(K>A +W%) é o ajuste de corrente do pulso com positivo em K e negativo em A. Este é o valor do PWM com A+ e K- e varia de 0% a 100%. 
 
11-(Run Time) é o tempo em minutos (1 a 120) de deposição em que o e-plater permanecerá em loop gerando corrente entre A e K. 
 
Abraço!

67 comentários sobre “Como fazer placas de circuito impresso com furos metalizados e qualidade industrial, em casa – Parte 6 – Eletrodeposição com Pulso e Pulso Reverso

  1. Olá Ricardo. Parabéns pelo seu blog. Vai me ajudar bastante assim que eu consiga o hipofosfito 😉 Voçê leu os meus pensamentos quando além do processo postou também o esquema da fonte. Vou tentar reproduzi-la usando um avr no lugar do pic. Continue com o excelente trabalho.
    Fernando

  2. The values of R1 and R2 depends on the power supply that you will use in volts. If you use up to 16V can use a jumper in place of them. If you use from 24V to 35V, is recomended that you put two resistors of 10R each and 5W. The higher the value of the resistors, the greater the power that it must dissipate. R1 and R2 serve only to protect the 7805 regulator dissipating part of the power that the 7805 must dissipate to drop the voltage to 5V. R14, R15 and R16 are 5W.
    The maximum current operation with a good heatsink in the transistors is 4.5A and the circuit monitors currents above that. When the current exceeds 4.5A the microcontroller immediately stops the cycle.

  3. Can you share the source code for firmware ? I dont have any PIC but I have a couple of dozen atmega8u4's. It would be great if I could use those instead !!

    btw thanks for putting together this blog !

  4. Ola amigo ,o seu blog esta otimo ,meus parabens, sou apaixonado por eletronica,e estou nessa empreitada rsrsrsrs, voce pode me dizer se tem varição de corrente quando se mergulha uma placa pequena (corrente menor) ou placa grande (corrente maior)ou vice-versa na solução da eletrodeposição de cobre? Estou fazendo uma versão DIP e com display de 2×16, assim que ficar pronto te envio no seu email. Obrigado!

  5. Olá, obrigado! Sim, quanto maior a placa, mais corrente ela exigirá para fazer a metalização. Você deve determinar através de testes o melhor resultado. Depois você se baseia na corrente x área da placa que você usou para calcular a corrente necessária para diferentes tamanhos.

  6. Ola Ricardo, tudo bem?

    Esse pic é difícil de ser encontrado no Brasil né? Na Farnel tem 00 em estoque. Onde voce adquiriu? Nao daria pra substituir por um mais facil de ser achado nesse nosso pais.

    Souza Neto

  7. Eu vi que na Mouser Electronics tem, e a um valor bastante convidadivo. Qual o procedimento para comprar na Mouser? Você parece já ter comprado lá né. O envio é muito caro, eu nem me preocupo com prazo de entrega desde que chegue.

    Souza Neto

  8. Esse PIC não tem no Brasil. Eu preciso de um tempinho para migrar para outro e melhorar o firmware. Este eu fiz rapidamente pois estava com pressa para fazer a eletrodeposição. Preciso fazer um mais preciso, que use o modulo CCP em modo compare para gerar o sinal.

  9. Sempre compro componentes na Mouser. Dá desgosto de se trabalhar com eletrônica no Brasil. Você vai nas lojinhas ou até mesmo na Farnel que é caríssimo e so encontra o PIC16F84, ou o 16F877… PICs ultrapassados que rodam em 4Mhz. Os de 48Mhz como os 4550 ainda que não são tão difíceis de encontrar, mas os novos de 64Mhz eu nunca encontrei aqui. Na mouser você paga com cartao internacional e em dois dias está na sua casa, mas não vale a pena comprar poucos componentes, pois o frete é caro (U$ 40,00) e o imposto é em cima do valor da compra mais o frete, que da mais ou menos 80% do valor a mais.

  10. Ricardo,

    Digamos então que vou comprar alguns componentes, e o valor deles dê sei lã uns US 15,00 + U$ 40,00 de frete vai dar um total de U$ 55,00. Ai na verdade eu comprei 15 dolares mas provavelmente vou ser taxado tambem sobre o frete é isso?

  11. Olá Ricardo, como vai tudo bem?

    Você pretende mudar o firmware para um PIC encontrável aqui no Brasil? Se sim pretende mudar para qual, tem alguma previsão para as mudanças? Qual compilador você usou? Teria sido o da Mikroeletronika? Se não, qual?

    To dando uma estudada no código pra ver como ele funciona e se consigo migrar para um outro microcontrolador mas a coisa tá difícil rsrsrsrs.

    Fico no aguardo de alguma novidade.

    Souza Neto

  12. Olá Souza,
    Pretendo sim, so esta me faltando tempo no momento. O PIC 18F2XK22 roda a 64Mhz e nao precisa de oscilador externo. Talvez o PIC18F2550 poderia ser um substituto usando o oscilador interno e o PLL a 5X, daria 48Mhz. Para esta aplicaçao funcionaria ja que nao vamos usar USB, portanto nao precisa de oscilador externo.
    Uma melhoria a fazer é usar timers para disparar interrupcoes e gerar os pulsos, pois hoje é usado delay. Fiz este firmware na pressa… em poucas horas. Tudo precisa ser melhorado. Usei este PIC pois tenho acesso facil a ele.

  13. Olá Ricardo, obrigado pela atencao.

    Veja só eu acredito que o meu maior empecilho por incrivel que pareca vai ser essa fonte com pulso e pulso reverso. Aí gostaria de te perguntar se nao existe a possibilidade de vender um PIC desses ai ja com o firmware gravado nele pra eu fazer essa plaquinha ai do blog e fazer a minha fonte de pulso reverso.

    A minha bronca é que nao sou muito bom em programacao de microcontroladores estou comecando agora. A eletronica normal, o processo de circuito impresso, os metodos de metalizacao de furos que voce tem passado, como preparar os produtos isso da pra resolver, mas por enquanto com os microcontroladores ainda estou muito verde, mas estou estudando, atualmente estou estudando a falimia dos 8051, AT89S52…, e em paralelo os micros AVR, faco alguma besteirinha no PIC's, os mais baratinhos, nada serio, a nivel de estudo somente. Mas meu conhecimento ainda nao da pra migrar esse codigo pra um outro PIC.

    Desculpe estar tomando seu tempo. É que informacoes solidas em lingua portuguesa nao é muito facil de se achar aqui no nosso Brasil, e quando se encotra alguem que tenha esse conhecimento, dentro do possivel é como uma mina de ouro, (nesse caso me refiro a voce rsrsrs)

    Fico no aguardo, de qualquer resposta quer sim ou nao e ainda que seja nao, nao ficarei chateado, sem problema algum.

    Souza Neto.

  14. Olá a partir de Espanha.
    terminei a construção e programação do seu projeto E-PLATER
    graças a PICKit2 eu tinha que atualizar.

    PIC soldagem eu achei mais fácil do que o esperado.

    Notei em seu vídeo usando eplater, como você entra na SETUP?

    Eu vejo você colocar um pequeno ventilador em 7805 alumínio.
    É necessário isolar o alumínio transistores de potência, certo?
    Com uma anilha de plástico, mica entre o alumínio e o transistor.

    Parâmetros que você digitou no vídeo, estão em um pequeno PCB.
    Para 10cmx20cm tamanho? É só teria que aumentar o tempo?
    Agradeço antecipadamente por sua ajuda.
    obrigado
    Julio Medina.

  15. Olá Julio! O ventilador não é necessário se você usar uma voltagem baixa (12V-16V). Todos os transistores devem ser isolados do dissipador com mica e anel de plástico, como você sugeriu. Os parâmetros do setup que você viu no vídeo, não mudam muito em relação ao tamanho da placa, pois quanto maior for a placa mais corrente ela irá consumir do circuito devido a área da placa. Talvez a corrente que eu usei não seja a melhor para você usar em suas placas… a melhor forma de descobrir qual é a corrente adequada para usar em seus projetos é fazendo testes. Lembre-se que a metalizacao deve acontecem em no minimo 60 minutos para que fique uniforme. Quanto mais rapida ela ocorre, pior será o resultado. No momento eu estou no trabalho, mas assim que chegar em casa vou lhe passar uma configuração onde obtive os melhores resultados.
    Uma dica é você mergulhar a placa na solução de sulfato de cobre com o aparelho já em funcionamento, pois se você demorar muito para liga-lo, a solução ácida pode atacar o cobre que foi depositado na ativação.
    Outra dica, é depois de 5 minutos de deposição, você interromper, remover a placa e lavá-la para sair toda a sujeira da pirólise. Como o ácido ajuda a soltar a sujeira, apenas passando uma espoja macia já é suficiente para retirar toda a sujeira. Depois de limpar você coloca a placa para fazer a metalização completa.
    Qualquer dúvida é só perguntar!
    Um Abraço!

    Ricardo

  16. Hola. os dejo las instrucciones en castellano, espero que a alguien le sea de utilidad:

    Para acceder a la configuración (SETUP), presione el botón B y manténgalo durante 5 segundos.
    Para cambiar el valor de un parámetro, use el potenciometro.
    Para confirmar el valor y continuar con el siguiente parámetro ó registro si se encuentra en el último parámetro, presione el botón B.
    Para salir del SETUP en cualquier momento sin guardar, pulse el botón A.
    Para iniciar el e-platerl, pulse el botón B, y confirme con el botón B de nuevo.

    1-(A>K +Wid) controla el tiempo en que el e-plater emitirá un pulso con positivo en Anodo (A) y negativo en catodo (K).
    La unidad de tiempo está en uS (microsegundos) y varía de 10 uS a 500 uS.

    2-(A>K Mult) es un multiplicador del tiempo configurado en el parametro 1,
    y sirve para aumentar el periodo del pulso multiplicando el valor del parametro 1 por 1 a 255 veces.
    Esto hace que el tiempo en que A-K quedan positivo y negativo de 500uS a 127ms.

    3-(A>K -Wid) controla el periodo en que A y K quedan a 0V, o sea, sin voltaje.
    La unidad de tiempo está en uS (microsegundos) y varía de 10 uS a 500 uS.

    4-(A>K Mult) es el multiplicador del tiempo configurado en el parametro 3,
    y sirve para aumentar el periodo del pulso multiplicando el valor del parametro 1 por 1 a 255 veces.
    Esto hace que el tiempo en que A-K queda en reposo de 500uS a 127ms.

    5-(K>A +Wid) controla el tiempo en que el e-plater emitirá un pulso con el positivo en K y negativo en A (corriente inversa).
    La unidad de tiempo está en uS (microsegundos) y varía de 10 uS a 500 uS.

    6 – (K> A Mult) es un multiplicador del tiempo configurado en el parámetro 5,
    y sirve para extender el período de pulso multiplicando el valor del parámetro de 1 por 1 a 255 veces.
    Esto hace que se extienda el tiempo en que A-K quedan en negativo y positivo de 500uS a 127ms.

    7 – (K> A-wid) controla el periodo en el que A y K están a 0V, es decir, sin corriente.
    La unidad de tiempo es en uS, (microsegundos) y varía de 10us a 500uS.

    8-(K>A Mult) es un multiplicador del tiempo establecido en el parámetro 7,
    y sirve para extender el período de pulso multiplicando el valor del parámetro de 1 por 1 a 255 veces.
    Esto hace que el tiempo en que A-K queda en reposo de 500uS a 127ms.

    9 – (A> K + W%I) es el ajuste de la corriente del pulso con positivo en A y negativo en K.
    Este es el valor de la PWM con A+ y K- y va desde 0% a 100%.

    10 – (K> A +W%) es el ajuste de la corriente del pulso con positivo en K y negativo en A.
    Este es el valor de la PWM con A+ y K- y va desde 0% a 100%.

    11 – (Run Time) es el tiempo en minutos de trabajo (1 a 120) en la que el eplater
    permanece en la generación de bucle de corriente entre A y K.

    gracias por su ayuda
    saludos.

  17. Ricardo.
    Pelo que entendi, é uma ponte H de potencia, onde ora entra um pulso por um lado e ora por outro.
    esta muito bem explicado la em cima a parte do pwm, eu li que você esta querendo trabalhar com um chip mais barato e que seja encontrado fácil no brasil.

    em outro post, comentei sobre fazer o controle de uma mini cnc para furação através do Arduíno e já estou montando, seria fácil ele gerar esses pulsos com tempos configurados e exibidos pelo pc.. da mesma forma que vou fazer com a mini cnc..

    digo isso porque ele é fácil, chines e ta espalhado, muito fácil de trabalhar, paguei R$ 20,00 no mercado livre no "arduino mini pro"… com meus testes consegui gerar até 4Mhz em uma porta…

    só uma duvida.. pela lógica, e pelo que entendi, se o tempo do pulso reverso for maior, os elétrons, ions sei la 'o metal' ira correr na direção contraria. é isso ? dei uma lida rápida naquele documento em inglês, mas tem que se fazer um estudo muito profundo para entender exatamente kk..

    eu tive uma ideia, se essa teoria estiver correta.,
    la em cima você disse que, uma corrente menor, e aumentando gradativamente melhora o resultado.

    porque não programar, um pwm minimo e um máximo nesse período de tempo de deposição ?
    neste caso, a corrente iria começar baixo e ir aumentando conforme fosse para o máximo.

    isso é possível 'criando' um pwm na porta com programação..
    abraços..

  18. Olá Allan,
    Está certo… se o tempo do pulso inverso for maior, você vai corroer a placa e nao o eletrodo. Estou projetando uma placa mais simples e dedicada para esta tarefa, e com componentes encontrados aqui. Vou tentar mandar fazer um lote de placas e comprar componentes para todas elas e vender em forma de KITs para montagem ou então já pronto. Se eu fizer um lote grande, não sairá caro. Um micro com 4Mhz mesmo sem que o pipeline divida por 4, como é o caso dos atmega, não tem velocidade suficiente para gerar um pwm com resolução adequada, este foi o motivo de usar um com 64Mhz que me dá uma resolução de 10uS no PWM. Com arduino talvez consiga se usar um micro com 16Mhz.

  19. acho que vc entendeu errado., o Arduíno que estou usando é de 16mhz, consigo gerar resoluções em 'nano segundos', até 4mhz na porta, cairia para 2mhz na porta usando 2 portas para fazer o inverso, o código puro em c, portb, usa apenas dois ciclos do processador pra trabalhar com a porta… acredito que seria umas das soluções mais fáceis e baratas.. abraços.

  20. Ricardo, sei que to enchendo o saco kkk.. mas eu gostei da ideia da eletrodeposição eletrônica, então eu fiz um teste, no simulador e no meu próprio Arduíno a fim de tentar melhorar ou ter mais de uma opção. enfim. fiz um teste me baseando no seu exemplo a cima (figura).. só que com resolução de 1uS ao invés de 10uS.

    segue o resultado, e o código (simples por sinal) abraços.

    https://drive.google.com/file/d/0B1VxE4USAIUobU1JdXdIUy1hTm8/edit?usp=sharing

  21. Olá Allan, lembre-se que em cima do pulso mínimo (10uS), ainda temos a variação do PWM, ou seja… divida 10uS pela resolução do PWM.
    O L298 é muito usado para controlar motores… pesquise também os drivers da allegro pois são muito bons e fazem quase tudo sozinho! Dá para montar um driver usando PIC com o módulo ECCP em modo PWM half bridge para gerar micropassos, e usar o proprio comparador interno para controlar a corrente usando chopper. Com o uso de drivers nos pinos do PIC, se tem a vantagem de poder usar FETs ampliando as opções de tensão e corrente.

  22. Posso ter entendido algo errado, mas pq não usar um PIC com 2 PWMs, como um PIC16F737 (tem 3 PWMs), configurar 2 PWMs, um para a parte positiva, outro pra negativa.
    A partir daí, o loop principal poderia controlar os períodos de ativação de cada um dos PWM.

    Exemplo:
    ; Inicialização de PWM 1 para 100KHz, com o duty cicle em 40%, saída desabilitada.
    ; Inicialização de PWM 2 para 100KHz, com o duty cicle em 20%, saída desabilitada.
    Inicio do Loop
    habilita PWM 1
    aguarda o tempo desejado
    desabilita PWM 1
    aguarda tempo de intervalo
    habilita PWM 2
    aguarda tempo desejado
    desabilita PWM 2.
    Fim do loop.

    Dá pra usar o timer que resta para controlar os timers, ao invés de gastar o tempo no loop.

    O 16F737 consegue 100K de frequencia de PWM com resolução de 5 bits a 4MHz e 6 bits a 8MHz.

    O que acham?

    Novamente, sabe-se lá pq meu Google account fica como anônimo aqui.
    Vou tentar resolver isso depois.

    Abraço,
    Marcus

  23. Pessoal, está havendo uma confusão aqui… temos a resolução principal do pulso e a resolução de PWM. Notem que é praticamente um PWM dentro de outro PWM. O pulso principal que pode ter o positivo em A e negativo em K e vice versa tem resolução de 10uS, ou seja, consigo incrementar e decrementar o período do pulso com positivo em A e negativo em K e também positivo em K e negativo em A, de 10 em 10uS. Este é responsável por chavear os transistores superiores da bridge. Já o PWM, é usado para limitar a corrente desde pulso e trabalha chaveando os transistores da parte de baixo da bridge. Este roda a 100Khz e varia de 0 a 39, ou seja sua resolução é de 250nS. Quando se fala em frequência PWM é a quantidade máxima de pulsos que ele pode gerar por segundo, e não seu incremento no duty cycle. Simplificando… para termos o PWM rodando a 100Khz (pulsos a cada 10uS) com possibilidade de variar o duty cycle em 40 passos (250nS cada), o timer deve ter seus incrementos rodando a 4Mhz, que é o caso. O estouro do timer se dá a cada 10uS, mas o incremento se dá a cada 250nS.

  24. holaaa…

    que buen aporte. gracias.

    mira he estado leyendo acerca de este sistema pero aun tengo muchas dudas.
    podria ayudarme con un ejemplo?
    como se calcula la corriente, el voltaje y demas parametros a tener en cuenta con este sistema, segun las dimensiones de una placa….
    quiero entender entonces como configurar el E-plater segun la placa que quiero metalizar.

  25. he estado leyendo acerca de este sistema pero aun tengo muchas dudas.
    podria ayudarme con un ejemplo?
    como se calcula la corriente, el voltaje y demas parametros a tener en cuenta con este sistema, segun las dimensiones de una placa….
    quiero entender entonces como configurar el E-plater segun la placa que quiero metalizar.

  26. he estado leyendo acerca de este sistema pero aun tengo muchas dudas.
    podria ayudarme con un ejemplo?
    como se calcula la corriente, el voltaje y demas parametros a tener en cuenta con este sistema, segun las dimensiones de una placa….
    quiero entender entonces como configurar el E-plater segun la placa que quiero metalizar.

  27. holaaa…

    que buen aporte. gracias.

    mira he estado leyendo acerca de este sistema pero aun tengo muchas dudas.
    podria ayudarme con un ejemplo?
    como se calcula la corriente, el voltaje y demas parametros a tener en cuenta con este sistema, segun las dimensiones de una placa….
    quiero entender entonces como configurar el E-plater segun la placa que quiero metalizar.

  28. hola….

    tengo un problema, el proyecto no compila muestra error en fuse BORV29.
    con el archivo .HEX original tambien tengo problemas.
    parece que tendre que repetir el proyecto, el microcontrolador es detectado, programado pero el LCD no muestra nada, algunas veces muestra errores. estoy grabando pic con pickit 3, alguna sugerencia. queria recompilar el codigo para añadir alarma.

    como debe quemarce el pic, cual es el voltaje de grabado.

    • ¡Hola amigo! Este programa fue compilado utilizando la versión 5.026 del compilador y no se detectó ningún error durante el proceso de construcción. Trate de usar la misma versión del compilador. Para grabar utilicé el PIC KIT2 sin el PIC quemado.
      Abrazo.

  29. Boa tarde Ricardo

    Em primeiro lugar gostei muito das suas apresentações e das explicações. Parabéns pelo seu trabalho e pela ajuda que está dando ao pessoal.
    Pretendo fazer o circuito para electrodeposição, mas depois de fazer o download dos ficheiros, os ficheiros gerber não são visíveis no software que indica no link nem consigo que funcionem no Mach3 para fazer o PCB em CNC. Será que tem os ficheiros em Eagle? se tiver agradecia que me enviasse.
    Como sou português e vivo em Portugal e vendo que tem dificuldade em conseguir alguns componentes electrónicos, fico à sua disposição para consegui-los aqui e enviar-lhos.

    • Olá! Obrigado pelos elogios! Infelizmente não tenho o layout para eagle. Sempre uso o CAM350 da Downstream para importar os arquivos gerber. Você deve extrair os arquivos TXT que estão compactados em uma pasta e então importá-los usando algum software que consiga ler o formato gerber. Quando for importar, talvez tenha que escolher a extenção de arquivo do tipo “*.*” no diálogo de abertura de arquivos no windows, caso contrário eles não aparecerão na lista de arquivos. Não sei se lhe ajuda, mas exportei para PDF. Você pode importar no coreldraw e usar para fazer os fotolitos. https://drive.google.com/file/d/0B39xzlS8oA6ZZDJXNXJrX1VsZXc/view?pli=1

      Abraço
      Ricardo

  30. hola…

    quiciera hacerte llegar un hardware que diseñe en base a tu diseño, no es nada diferente al tuyo simplemente, utilice algunos componentes superficiales y añadi dos canales para led´s y un canal para buzzer con un transistor y un diodo, añadi 7812 y dos conectores para 12v.

  31. Ricardo, alguma novidade sobre o novo circuito que você estava projetando e pretendendo vender, utilizando componentes mais ‘comuns’? Caso não, você por acaso teria o circuito da bobina bifilar completo para venda tb? Comprei quase todo o resto dos componentes químicos de você, só falta a parte eletrônica para eletrodeposição agora.
    Obrigado!

    • Olá Jonis, como vai ? Sem novidades sobre o e-plater e a bobina infelizmente foi para o lixo. O maior problema em se trabalhar com a linha de PICs mais comuns é a frequencia do PWM que não será muito alta diminuindo bastante a resolução do e-plater no caso de se trabalhar com frequencias muito altas no gerador de pulsos. Talvez um shield para o arduino seja melhor, ou até mesmo um circuito analogico usando comparadores.

  32. sera posible aumentar la potencia…los irlz34N, soportan hasta 30A pero los tip 127 no lo soportan, seria posible cambiar estos por otros fet similares para aumentar la potencia del circuito original?…
    se me ocurre tambien realizar una etapa de potencia a parte pero sin quitar componentes, me refiero a los 2n2222 que ya estan en el circuito, solo seria aumentar la capacidad nose, con transistores tipo moneda o como mensione, 4 fets similares siendo posible este ultimo caso, no seria necesario otro modulo a parte.

  33. me ayudan?….

    sera que con el par irlz44 y mj11033, se podría utilizar la lógica del E-plater y aumentar la potencia un poco menos de 50Amp, ya que estos transistores soportan hasta 50Amp?…

    habria tambien que aumentar la potencia de R14, R15 y R16 por lo menos a 50W cada una. es posible?…

  34. hola…

    mira yo pensé que de pronto, colocando en paralelo dos MJ11033 y dos IRLZ44 sumando un total de cuatro MJ11033 y cuatro IRLZ44 cada par para “A y K” respectivamente, podríamos trabajar con cargas de menos de 100A, los MJ11033 pueden disipar hasta 50A igualmente los IRLZ44, igualmente, necesitaremos 10 resistencias en paralelo de 0.1ohm a 10 WATTS, tendríamos la suficiente potencia de disipación . es esto correcto o que podría fallar en un diseño así.

  35. hola de nuevo…jajajajaaa, haciendo cálculos siendo que si sea posible lograr cargas de algo menos de 100A con dos mj11033 y dos irlz44 en paralelo para A-K, se deben colocar 20 resistencias en paralelo de 0.1ohm logrando 0.005ohm, no se que tan practico sea esto la verdad no conozco otra solución, la electrónica de potencia no la he estudiado y pues ahí te dejo la pregunta, si sera posible que esta idea funcione?

Deixe um comentário

Voltar